domingo, 13 de janeiro de 2013

Tróia

Chegando a Tróia
Estreito de Dardanelos
Cruzamos o estreito de Dardanelos de sua margem norte, européia, para a margem sul, asiática. Estamos nos aproximando do sítio arqueológico da mitológica Cidade de Tróia.
 
Torre Panorâmica de Observação
No caminho para o sítio arqueológico da cidade de Tróia, na margem sul do estreito de Dardanelos, encontramos esta torre panorâmica.Com certeza o turista disporá dos melhores cenários a partir do alto desta torre, mas como estamos ansiosos para chegar a antiga cidade de Tróia deixaremos para trás esta interessante atração.
Símbolos Militares
No caminho para o Sítio Arqueológico de Tróia, passamos por estes símbolos militares nas encostas das montanhas que margeiam a estrada e o estreito .
A Margem Sul Escarpada
A margem sul do estreito é bastante escarpada em alguns pontos. Para facilitar o acesso foi construído um sistema de transporte teleférico, o qual podemos notar pelas torres do sistema nas encostas dos morros.
Sítio Arqueológico da Antiga Cidade de Tróia
Para realçar a chegada ao histórico sítio de Tróia, foi construído este cavalo de madeira, como alegoria turística para lembrar do  estratagema usado pelos Gregos para vencer a resistência e as muralhas de Tróia( provavelmente em torno do ano de 1184 a.C.).Os gregos da guerra de Tróia ao final de 10 anos de lutas, deixaram a frente dos portões das muralhas um cavalo de madeira como monumento a resistência dos troianos e retiraram-se com seus navios.Os troianos felizes e satisfeitos puxaram o cavalo para dentro da cidade e festejaram a noite toda o término da guerra e a partida dos gregos. Só que dentro do cavalo estavam soldados gregos armados que abriram os portões da cidade para suas forças que haviam retornado a noite, causando assim a definitiva derrota e destruição de Tróia. Por este motivo criou-se a expressão ¨Presente de Grego¨, quando nos referimos a qualquer presente recebido que nos causa muitos dissabores.
                          
Cavalo de Tróia
Como se pode ver os turistas visitam o cavalo de madeira por dentro e observam o exterior de suas janelas.
 
 
                                   
Cavalo de Tróia
Alegoria do Mito do Cavalo de Tróia, relatado por Homero( Viveu em torno de 850 a.C.), a Ilíada, em seu poema sobre a Guerra de Tróia, que pode ter ocorrido em torno do Séc XIII a.C.
Guerra de Tróia
Os alemães Schliemann e Dörpfeld, seguindo as referências do poema de Homero,a Ilíada, localizaram vestígios de um assentamento humano próximo a aldeia turca de Hissarlik. Na verdade encontraram vestígios de nove camadas sucessivas de construções superpostas das quais a mais antiga data de cerca de 3 000 anos a.C.. Tudo indica porém que a Tróia tomada e destruída pelos gregos seja a de 1184 a.C.Tróia era conhecida também por Ílion, o que explica o nome do poema de Homero com referência a guerra de Tróia ter o nome de Ilíada.
 
Cartaz explicativo das Nove Tróias.
Diante da entrada do Sítio Arqueológico tem este cartaz explicativo que demonstra as inúmeras camadas de construções da cidade de Tróia, desde 3000 anos a.C. até a chamada Tróia VII, que se encerra através de uma destruição que deve ter ocorrido em 1184 a.C., provavelmente em razão da invasão grega. Depois da camada VII, conforme pode-se ver, as construções continuam e chegam até o auge do período romano, no ano de 300 d.C. A descoberta desta parte da cidade de Tróia relacionada com a Guerra foi descoberta por Schlieman em1871.
Cartaz da UNESCO na entrada
O Sítio Arqueológico de Tróia foi declarado pela UNESCO Patrimônio Cultural da Humanidade, para a alegria,  satisfação e tranqüilidade de todos nós.